Loading...
 

imaginejoaoelarii

Fix You - Sétima Temporada Em breve: Dusk Till Dawn - Fanfic Criminal https://m.facebook.com/groups/153626918627995
7,580 posts
604.4k followers
46 following

Até “simplesmente falando no celular”, ele fica maravilhoso aaaah 😍

comment 50 star 701 55 minutes ago

⠀ emilio: relaxa, gata... só estou brincando. — sorri de canto.⠀ lari: sei... — ri cansada e rocei o meu nariz contra o seu antes de dar mais um selinho naquela boca gostosa. ele suspirou e parecia relutante quando se levantou e me ofereceu a mão como apoio.⠀ emilio: tem uma lanchonete aqui perto, o que acha de irmos lá?⠀ lari: adorooo, minha barriga já está roncando de fo... ops. — cobri minha boca com as mãos.⠀ emilio: fica fria, eu também estou faminto... confesso que deixei de almoçar, pra entrar nessa calça.⠀ lari: isso é sério? — perguntei, enquanto caminhávamos de volta para o carro.⠀ emilio: sim... — abri a porta para ela. em seguida contornei o automóvel e ocupei o banco do motorista. — era a única que combinava com minha camisa social.⠀ lari: own, que fofo. — sorri surpresa. — não precisa mudar o seu estilo, para me agradar. — pisquei um olho. ele sorriu maroto, e deu a partida.⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ larissa manoela on: ao chegarmos no fast-food, emilio fez nossos pedidos. vinte minutos depois... estávamos com os seis hambúrguers e dois litros de coca-cola sobre a mesa. ⠀ ⠀ emilio: então...⠀ lari: então... ⠀ emilio: não sei o que significa isso que está acontecendo, entre nós. — beberiquei um pouco da minha coca. — estou feliz pra caralho, por estarmos aqui... mas tenho receio de me iludir... você sabe dos meus sentimentos, e tem o joão... ⠀ lari: emilio, eu ainda não o esqueci. preciso ser sincera. não será do dia para a noite que isto irá acontecer. não quero te magoar, nem atrapalhar a amizade de vocês. acredite, eu também estou confusa. ⠀ emilio: eu sei... — suspirei, e estiquei meu braço, segurando em suas mãos finas e pequenas. — acha que tem chance de vocês voltarem?⠀ lari: não sei... eu o perguntei sobre os planos que ele tem para o futuro, e ele respondeu "fazenda". joão não pretende sair daqui... — lamentei. — o que dificulta ainda mais as coisas. pois assim que as aulas terminarem e a noite do baile se concretizar, volto para a austin. e depois disso... acho difícil nos reencontrarmos.⠀ emilio: então você... — entrelacei nossos dedos. — larissa, o seu coração está aberto para uma nova paixão?

comment 148 star 812 1 hour ago

⠀ joão guilherme narrando: "larga de ser bobinho e honra a fama de mulherengo que você tem." — a fala de franciny, ecoava como um disco arranhado em minha mente. sim... já peguei muitas mulheres, passei noites em motéis, transando até não aguentar mais. bebi, curti, fiz coisas julgadas como insanas e erradas... numa tentativa falha de esquecer os meus problemas, e camuflar minhas dores e frustrações. ⠀ .⠀ eu podia simplesmente ligar para a fran, e enterrar meu pau na sua ******, tendo algum tipo de distração. mas o que eu ganharia com isso, afinal? um orgasmo e mais uma para a minha lista de conquistas?⠀ .⠀ posso parecer um idiota, marica... mas não tenho cabeça para farras e curtições. minha avó está internada, meu avó sumiu do mapa, e tem a alison... serei responsável por uma criança, e preciso criar um pouco de juizo. então pensando com a cabeça de cima, preparei meu próprio jantar, me joguei no sofá e fui assistir a um programa de televisão.⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ enquanto isso... | cinema⠀ ⠀ larissa manoela on: passei o resto daquela noite sendo beijada por aqueles lábios carnudos e macios. chegou a um momento em que tudo ficou quieto demais. eu já não ouvia mais o filme nem conversas sopradas. tudo o que eu escutava eram nossas respirações entrecortadas durante um beijo intenso. foi quando eu percebi que a sessão havia acabado e todos os casais haviam ido embora. porém, martinez não parou. ele continuou me beijando, sugando minha língua... com tudo o que tinha.⠀ .⠀ correspondi avidamente o beijo, mas o pigarrear de um homem chamou nossa atenção. ⠀ ⠀ segurança: caso não tenham percebido, o filme já terminou. — cruzei os braços. ⠀ lari: ahhh... — me virei para o emilio. — eu acho melhor a gente ir — arfei, minha mão dedilhando o seu maxilar enquanto eu admirava seus lábios avermelhados e inchados. ⠀ emilio: minha casa ou a sua? — disse baixo, e ela arregalou seus olhos verdes e brilhantes.

comment 272 star 1,252 3 hours ago

⠀ lari: hum... acho melhor prestarmos atenção no filme, a sessão já vai começar. ...⠀ ⠀ era um especial de clássicos, e nós estávamos assistindo o iluminado. isso me deu a desculpa de ficar bem juntinha dele, escondendo o rosto em seu pescoço nas cenas assustadoras e me permitindo sentir aquele aroma masculino sensacional que fazia o nó da minha barriga se apertar. dei um sorriso secretamente satisfeito quando notei sua pele arrepiada em uma das vezes em que eu puxei seu cheiro disfarçadamente, mas ele também se divertiu com as minhas reações. minha perna estava praticamente dormente no local em que ele me acariciava, a ponta de seus dedos fazia um carinho gostoso e instigante na minha coxa. quando ele sentia que eu estava muito tensa, fazia algum comentário engraçadinho sobre as roupas e cabelos dos atores... em dado momento, peguei-me encarando seus olhos azuis... tão intensos, misteriosos e profundos.⠀ ⠀ emilio: se concentra, gatinha. — pisquei esperto, ao pegá-la no flagra.⠀ lari: ai meu deus! ele vai matar ela? — gritei.⠀ emilio: calma, o jack é apenas um maníaco homicida... aterrorizando sua pobre família...⠀ lari: emilio, eu estou começando a ficar com medo... não estou gostando desse filme não. — falei apreensiva.⠀ emilio: então deixa essa merda pra lá. — aproveitando-me que estávamos nas poltronas de trás... puxei larissa para o meu colo, apertei minhas mãos em suas coxas, e selei nossos lábios. — hm... — grunhi contra a sua boca. — tão doce quanto eu me lembrava — comentei, deixando-a ofegante quando voltei a aprofundar o beijo. ⠀ lari: e-milio... — meus dedos embrenharam-se em seus fios macios, e me entreguei ao beijo. me arrepiei por inteira, quando ele deslizou com as costas da mão contra o meu seio, deixando-o duro e irritadiço, e escorregou seu toque para envolver o meu rosto, a ponta dos seus dedos se firmando contra a minha bochecha enquanto seu beijo ficava mais urgente. ele me fazia sentir tão sexy... tão desejada...

comment 301 star 1,068 3 hours ago

⠀ [...]⠀ ⠀ larissa manoela on: gastamos cerca de uma hora, na estrada... o cinema ao qual emilio havia me levado, ficava em outra cidade... um tanto quanto distante de huntsville. — isso é incrível! — suspirei, admirando tudo ao nosso redor. o local tinha uma decoração clássica, e a reprodução das cenas, era em preto e branco. as poltronas eram duplas, e condecoradas, pintadas e desenhadas à mão. a iluminação era baixa, e harmoniosa... fazendo-me sentir em meados século xix. nunca vi nada igual. ⠀ .⠀ acomodamo-nos em nossos assentos, e dividimos um baldinho de pipocas. ⠀ emilio: bom... eu quis te trazer a um lugar diferente, mas não sei se isso vai te agradar... — cocei a nuca, em sinal de nervosismo. — não tem a tecnologia ao qual estamos acostumados, mas...⠀ lari: shhh, eu adorei. — falei, deslumbrada. — eu pensei que isso só existisse em filmes antigos — comentei, e automaticamente me lembrei na noite em que fui ao cinema com o joão.⠀ emilio: bom, se estivéssemos em um filme antigo, desses de época... acho que esse vestidinho curto e justinho que você está usando, causaria polêmica.— brinquei, e ela abriu a boca, indignada.⠀ lari: que absurdo! — repreendi, sem conseguir segurar o sorriso quando notei o humor nítido em suas íris. eu estava ciente de que o vestido não cobria muita coisa, marcando suavemente cada curva do meu corpo. ele mordeu o sorriso e deixou que seus olhos caíssem por mim antes de voltar a falar.⠀ emilio: mas devo dizer que virei fã desse vestido. você está extremamente sexy e ainda mais gostosa nele, lari. — meu coração bateu mais forte, e disfarçadamente deslizei minha mão até sua perna, fazendo um carinho suave na região.⠀ lari: o-obrigada. — fechei minhas coxas, com força, percebendo que aos poucos a minha calcinha ia ficando úmida e minhas bochechas coravam, mas não de vergonha... e sim por outra coisa. — oh.

comment 327 star 1,607 17 hours ago

Em quem vcs querem, que o jg dê uns pegas?

comment 583 star 1,380 18 hours ago

⠀ joão: bom, eu já vou indo. tenho alguns assuntos pendentes para resolver, e não quero servir de platéia, para o casalzinho apaixonado ali.⠀ franciny: own, capiauzinho... larga de ser bobinho e honra a fama de mulherengo que você tem. a cidade está cheia de garotas livres, leves e soltas! loucas para beijar na boca — aproximei meus lábios de seu ouvido, sussurrando de forma sensual. — quando quiser beber, ou sair para dançar... — ajeitei meu decote, seus olhos estavam grudados em meus seios. — é só chamar. ⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ ~ enquanto isso⠀ ⠀ emilio: só um momento... deixe-me abrir para você. — sorri, fazendo menção de abrir a porta do carro. lari ficou aérea, e eu franzi o cenho, encarando-a. — tá tudo bem?⠀ lari: ahh... — ele parou à minha frente, olhando-me curioso. seus glóbulos azuis brilharam quando ele os correu por meu rosto, se divertindo com a minha expressão abobada. mas a culpa não era minha. ele estava tão bonito, tão elegante... seus cabelos loiros estavam penteados para trás, totalmente diferente do convencional. e acreditem ou não, o "senhor cretino incurável" trajava uma camisa social azul marinho, coberta por um blazer da mesma cor. sua calça jeans também era escura, o dando um charme de tirar o ar. ⠀ emilio: eu estou fedendo ou algo assim? — sorri nervoso. ⠀ lari: me desculpe, eu me distraí. — tropecei em minhas próprias palavras, sentindo minhas bochechas corarem.⠀ emilio: bom, você está precisando de uma carona — brinquei. ⠀ lari: hmmm... quem é você?⠀ por que quer me dar carona? quantos anos tens? é algum assassino, estripador ou maníaco sexual? — repeti as perguntas que fiz no dia em que nos conhecemos. ele cerrou os olhos, e mordeu seu lábio inferior.⠀ emilio: me chamo emilio martinez, tenho dezoito anos e não sou nenhum assassino, estripador ou maníaco sexual. — nós dois caímos na gargalhada, aliviando um pouco a tensão que nos rodeava. então, ofereci minha mão, observando-a com meus olhos brilhantes em expectativa. só espero que dê tudo certo no nosso encontro.

comment 269 star 1,782 21 hours ago

⠀ narradora on: só porque ela pode... julinha rejeitou e se afastou de zayn. o moreno por sua vez, sorriu tristemente... retornou para o quarto, vestiu suas roupas, e "deixou seu violão - propositalmente, em cima do sofá... a fim de ter uma desculpa para retornar à casa. malik estava convicto, determinado... e não desistirá tão fácil da garota "desastrada, maluquinha" que conquistou seu coração.⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ ~ dia seguinte. ⠀ a manhã de jojo, fora resumida em trabalho e mais trabalho. o capiau deu um trato no curral, lavou o chiqueiro e iniciou uma reunião com os trabalhadores que ficarão encarregados para a próxima colheita. com tereza internada, e cesar "desaparecido", as responsabilidades da fazenda caíram literalmente sobre suas costas. .⠀ após terminar as tarefas, o garoto tomou um bom e merecido banho; vestiu roupas limpas, penteou os cabelos e seguiu para a cidade. chegando lá, passou alguns minutos com alison, consolando a pequena pela perda da mãe. joão não via a hora do juiz autorizar o alvará liberando a adoação.⠀ ⠀ ~ 5:45 pm.⠀ ⠀ saindo do centro de oncologia, este seguiu até o hospital, fazendo uma demorada visita para sua avó. convá não apresentara nenhum quadro de melhora, e isso o deprimia ainda mais. .⠀ o tempo passou, e a hora de visita se findou. então, com a companhia de franciny... joão seguiu até o psicólogo, realizando mais uma sessão de terapia. ele podia negar até a morte, mas no fundo... ele sabia que isto estava o ajudando a controlar sua raiva, seu gênio... o tornando uma pessoa menos explosiva.⠀ ⠀ ~ 7:50 pm ⠀ franciny: muito obrigada pela carona... — sorri, quando ele parou a caminhonete em frente à minha casa. — tem certeza de que não entrar?⠀ joão: sim... nem quero correr o risco de ver a lari. ⠀ franciny: hummm... tarde demais. — franzi meus lábios, e apontei para trás. o capiau ajeitou o retovisor e suspirou fundo, ao ver sua querida larissa manoela adentrando o carro de emilio martinez.⠀ joão: foda-se, se isso não doi. — apoiei minha cabeça no encosto do banco, e desviei o olhar.

comment 200 star 1,859 Yesterday

⠀ júlia: o-o que está acontecendo aqui? — zayn jogou minha mãe para o lado, fazendo-a cair na cama, e veio correndo em minha direção. afastei-o apenas erguendo a mão. ⠀ zayn: júlia, pelo amor de deus... não é nada do que você está pensando. eu só. — me desesperei. puta merda, eu nasci com azar.⠀ júlia: você e a minha mãe, estavam... — o ar me faltou, e as palavras ficaram entaladas na minha garganta. ⠀ christiani: ken, quer que eu te empreste uma cueca? meu marido deixou algumas na gaveta, antes de me abando...⠀ júlia: alguém me segura... eu acho que vou desmaiar. ⠀ zayn: julinha, tenha calma... eu posso explicar. ⠀ júlia: sai daqui! — o tarado, gigolô se aproximou em um passo, deixando sua toalha cair no chão. minha mãe que estava bem atrás, teve uma visão privilegiada de sua "bunda".⠀ christiani: muito bom, apesar de faltar um pouco carne nesse bumbum... o material é de qualidade. depiladinha — falei, com a voz embargada e ken rapidamente se cobriu.⠀ zayn: júlia, me escuta... eu fui no tal rolê com a sua mãe, ela bebeu muito e achei coerente ficar por lá, para depois acompanhá-la de volta para casa. — tomei uma lufada de ar. — quando chegamos aqui, ela tropeçou nas escadas e derrubou o resto da garrafa de vinho nas minhas roupas. então, tomei um banho e lavei as peças, antes que manchasse... sua mãe me emprestou uma camisa, e quando me virei... ela estava apenas de calcinha e sutiã. não é mesmo chris? chris? — merda, ela dormiu. minha julinha suspirou fundo, negou com a cabeça e saiu emburrada do quarto. então a segui. — por favor, acredite em mim, eu jamais teria alguma coisa com a sua mãe. tudo bem que ela é uma coroa inteirona, e panela velha faz comida boa... — júlia me fuzilou com o olhar. — enfim... nada aconteceu. ⠀ júlia: zayn, eu... — no fundo eu acreditava nele, mas não queria demonstrar. meu coração disparou quando ele deu um passo até mim, guardando uma mecha do meu cabelo atrás da orelha. ⠀ zayn: eu juro que vou te reconquistar... maluquinha. juro que farei de tudo para te merecer. — dei um sorriso de canto, e ergui seu queixo com a ponta de meus, acariciando a região. — eu amo muito, você.

comment 212 star 1,773 Yesterday

⠀ joão guilherme on: usando cada grama de autocontrole que tinha, segui até meu quatro, enquanto martinez caminhava em direção à caminhonete. só para não fugir do meu jeito “nato”, peguei a espingarda, e dei um disparo pela janela - rumo ao matagal. o caralho do espiga deu um grito assustado, e correu disparado para dentro do veículo. segundos depois... ligou a ignição, e deu a partida. sumindo de vista.⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ narradora on: sozinho e jogado na cama, joão se derramou em lágrimas; remoendo as palavras ditas por martinez. a dor que ele sentia era inexplicável. ávila se sentia traído, mesmo que larissa seja solteira, e emilio também. mas em nome de seus pais que se foram, e de tereza que se encontra em coma... num leito de hospital, o joão jurou seguir em frente, sem armar nenhum escândalo, sem se portar como o caipira estourado, imaturo e "quebrado" ao qual todos o vulgam ser.⠀ . ⠀ naquela noite ele chorou em silêncio, guardando para si toda mágoa e rancor... naquela noite ele olhou para si mesmo... ele pensou duas vezes, antes de falar ou de agir.⠀ ⠀ (enquanto isso...)⠀ ⠀ ~ residência da família gomes | 2:45 am.⠀ ⠀ júlia gomes: fiquei um longo período, tentando pegar no sono. ...⠀ as horas passaram, e finalmente consegui dormir. porém, uma risada escandalosa - ao qual eu conhecia muito bem - me despertou. caminhei, sonolenta seguindo em direção àquele som... bocejando e com os olhos pesados, subi às escadas e abri a porta do quarto da minha mãe, sem entrar. — santa periquita! — berrei, ao ver quem estava ali. era ele, o safado do meu professor. sem reação, malik me olhou um pouco assustado. ele vestia somente uma camisa preta com uma toalha de banho amarrada em sua cintura.⠀ zayn: júlia, eu... — comecei a dizer.⠀ júlia: o q-que você está fazendo aqui? — o moreno, ainda estático, bateu a porta na minha cara. arregalei os olhos, e, indignada, forcei a maçaneta para tentar abrir. — eu vou te matar!!! — quando finalmente consegui abrir a porta, adentrei o quarto... e me deparei com a cena mais chocante que vi em minha vida: sim, meu ex namorado estava segurando minha mãe pelo braço, sendo que esta trajava apenas uma calcinha e sutiã.

comment 263 star 1,874 Yesterday

Pode cair pra 1k. eu n ganho um centavo com esse ig, a minha vida não é um instagram, kkkkkkkk pode dar unf, fazer o que for. quem n quer respeitar meu modo de escrever, as mudanças que eu estou fazendo... tchau. to aqui pra quem gosta, n por números que n me acrescentam em nada.

comment 210 star 2,671 2 days ago

⠀ ⠀ ~ bar⠀ ⠀ narradora on: então christiani apertou sua mão na nuca de zayn, e aproximou-se para colar seus lábios. suas bocas chegaram a roçar antes que o moreno se afastasse, fazendo-a rir, e assentir contente. ⠀ zayn: chris, você é uma mulher feita. bonita, educada, simpática, divertida... ⠀ christiani: gostosa, eu sei. — completei. — mas você realmente gosta da minha pequetucha. — sorri satisfeita. ⠀ zayn: sim, eu a amo. ⠀ christiani: fica rilex, pão de mel. foi apenas um teste. — ken franziu o cenho confuso, então esclareci. — você conseguiu resistir a 45 anos de pura gostosura... — passei a mão pelo meu corpo — e tem a minha aprovação para reconquistar a minha filha. ⠀ zayn: acho difícil ela me perdoar, viu. e com razão... eu me portei como um adolescente inconsequente do colegial... — ri pelo nariz. —agindo pelo orgulho ferido, negando a chance dela se explicar.⠀ christiani: pois é, moreno... agora é sua vez de correr atrás. — ele sorriu, de um jeito tão sexy... que minha calcinha umedeceu.⠀ zayn: sim. eu não vou desistir, enquanto ela n... — minha fala fora interrompida, quando chris aproximou seus lábios, me dando um selinho casto.⠀ christiani: shhh, foi só para matar a sua vontade de me beijar. — pisquei esperta, e me joguei na pista... começando a dançar. ⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ ~ fazenda⠀ ⠀ joão: fala ae parceiro.— assoprei o cano da espingarda. ⠀ emilio: a larissa e eu nos beijamos, e vamos ao cinema amanhã. — disse de uma vez, aguardando o seu surto. porém o mesmo não veio. joão respirou fundo, parecendo se controlar.⠀ joão: e? — ergui minhas sobrancelhas — eu não sou o pai dela, para você vir aqui me pedir permissão. — respondi, simplesmente.⠀ emilio: o quê? você não vai...⠀ joão: “rodar a baiana”, dar um showzinho ou disparar a minha espingarda na tua fuça? — ri — vocês dois ja são bem fradinhos, e tem ciência do que fazem... não serei um empecilho no caminho de vocês. — me aproximei, erguendo meus olhos tristes aos seus. — a única coisa que peço... é que cuide bem dela, e faça ela feliz. — falei, e com o choro preso na minha garganta, girei em meus calcanhares, seguindo de volta para casa.

comment 694 star 2,508 6 days ago

Choreeei gostosoooooooooo

comment 185 star 1,634 6 days ago

⠀ júlia: como assim, vocês vão pra noitada? — cocei minha garganta, com os olhos grudados nas mãos entrelaçadas dos dois. ⠀ christiani: ué, filhota... você não quis... vish, perfeito! sua mamãe quis, e vai ser daquele jeito.⠀ júlia: santa periquita! apaga esse fogo, da minha mãe. — resmunguei, e malik deu uma risadinha. é melhor você ficar quieto, seu magrelo safado. ⠀ christiani: vamos, ken. hoje é sábado, e a casa vai lotar. — puxei o moreno.⠀ zayn: mas... — acompanhei christiani, sem saber como protestar.⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ ~ bar⠀ ⠀ christiani: novinho, fica aí que eu já volto. vou pegar um drink para nós. — falei, indo em direção ao balcão.⠀ zayn: tudo bem. — encolhi os ombros, observando-a caminhar. chris é realmente jovial e muito bonita. podia passar por 30 anos facilmente. eu conseguia me imaginar puxando conversa com ela num... — mas que diabos? — balancei a cabeça, descrente com meus pensamentos.⠀ christiani: voltei. — entreguei a bebida, e coloquei meus braços em volta do seu pescoço. — ken, você é tão lindoooo e quente, o que acha da gente se... — puxei-o pela gola da camisa e... ⠀ [...]⠀ ⠀ ~ enquanto isso⠀ ⠀ emilio martinez on: determinado, dirigi até a fazenda e ao chegar no recinto, estacionei o mais o próximo da fazenda que pude. logo, caminhei até a casa, e joão ocupou meu campo de visão. ⠀ ⠀ joão: o que você pensa que está fazendo aqui? — sim, eu estava de chapéu, botina e com minha espingarda na mão.⠀ emilio: eu... — fiquei receoso ao ver a arma. — quero ter uma conversa de homem pra homem com você.⠀ joão: fala ae parceiro.— assoprei o cano da espingarda. ⠀ emilio: a larissa e eu nos beijamos, e vamos ao cinema amanhã.

comment 449 star 2,163 6 days ago

⠀ joão guilherme on: e aqui estou eu... mais uma vez, jogado no sofá frio da dessa casa; tendo como única companhia os zumbidos emitidos pelos animais. meu dia tinha sido bastante exaustivo. passei algumas horas, no hospital com a minha avó... levei - os documentos que faltavam - para o advogado... dei uma geral no haras, um trato nos cavalos e varri todo o quintal... franciny havia me convidado para sair com ela e suas amigas da facul... mas na moral? eu não tinha saco nem ânimo para isso. . minha consulta com o doutor, até que foi produtiva... conversamos sobre o meu temperamento explosivo, pela falta de senso e por não conseguir controlar minhas emoções... e finalmente estou começando a entender que preciso mudar por mim próprio em primeiro lugar. ... para assim, conquistar as minhas coisas, ter um bom relacionamento com as pessoas... viver em paz, comigo mesmo e até mesmo para conseguir a guarda da alison. — suspirei fundo, e caminhei até meu quarto, encarando uma foto minha e da larissa, que estava em cima da cômoda. — “outra noite que se vai, e eu não tô correndo atrás... “ — cantarolei. — eu não vou ligar, nem procurar... vou deixar que ela sinta a minha falta. — afirmei, e tirei o porta-retrato de vista.⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ zayn: a senhora está brincando, certo? ⠀ christiani: senhora é a sua avó! — o repreendi. — e porque eu iria brincar? estou inteirona, gatinho. ainda dou um caldo e tanto.— estufei meu peito.⠀ zayn: desculpa, é que você me pegou de surpresa. — segurei o riso.⠀ christiani: anda, ken... bora tomar uma gelada e dançar um pouco. — me aproximei, sussurrando em seu ouvido. — sabia que as mais velhas tem mais experiência? liberamos tudinho.⠀ zayn: jesus! — me abanei com as mãos.⠀ christiani: bom, agora vamos guardar esse violão... — guiei o novinho para dentro de casa, e coloquei o instrumento na sala.⠀ júlia: mãe... você já voltou? — desci as escadas, e perguntei. — mas que diabos você ainda está fazendo aqui? — indaguei, quando vi o zayn.⠀ zayn: eu não s...⠀ christiani: shhh, vai pro quarto, julinha. — entrelacei minha mão na do pitelzinho — eu e o ken, vamos para a noitada.⠀ júlia: keeee? — arregalei meus olhos, e comecei a tossir.

comment 419 star 2,185 6 days ago

Emilio martinez on: fiquei tão abobado... “atordoado”, que até me esqueci do que vim fazer no condomínio. mas que se foda! meu coração estava acelerado, e um maldito sorriso maroto fazia-se presente em meu rosto.⠀ .⠀ adentrei minha caminhonete, e segui direto para a casa do bruno. eu precisava de um conselho... precisava de alguém para conversar.⠀ ⠀ bruno: espera... deixe-me ver se entendi. — franzi o cenho — você beijou a larissa e ela correspondeu... ? quase rolou um nheco nheco no elevador, e você a convidou para sair?⠀ emilio: uau, ele é inteligente, ele. — bruninho revirou os olhos.⠀ bruno: hummm... e o que tem de mal? ela está solteira, você é uma puta que nunca namora... não vejo nada de mais, em se pegarem.⠀ emilio: e o joão? ele ainda gosta da mina, e agora que resolvemos nos reaproximar... — cocei a nuca, e levei minha mão até meu bolso; pegando um isqueiro e um maço de cigarros.⠀ bruno: olha parça, não sacrifique a sua felicidade por causa dos outros, se ele realmente quer ser seu amigo de novo, ele vai entender... só tem uma coisa... — martinez me encarou, atento às minhas palavras. — não dê uma de garotinho apaixonado e não se iluda. pois da mesma forma que ela se cansou do ávila, ela pode se cansar de você.⠀ ⠀ ~ enquanto isso...⠀ ⠀ júlia: mas era só o que me faltava. — cruzei meus braços, e fitei aquele magrelo, cretino, estupidamente gostoso ... foco júlia, foco! imagina que o @ cantando... enfim.⠀ zayn: maluquinha, meu amor... por favor, vamos conver...⠀ júlia: vai cantar para a mary jane, no inferno! — peguei um par de sapatos, e joguei na cabeça bonita do zayn. logo, fechei a janela e me joguei em minha cama.⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ christiani: ken? o que está fazendo aqui? — perguntei, quando desci do táxi.⠀ zayn: vim fazer uma serenata para a sua filha, mas levei uma sapatada na cara... — sorri triste.⠀ christiani: pois é... acredita que o ricardão, (rapaz com quem marquei um encontro) também me deu um bolo? e eu me produzi, ato... — interrompi a mim mesma, quando uma ideia apeteceu-me. — então... bonitão, tá afim de dar um role comigo? — mordi meu lábio, seduzindo-o.

comment 328 star 2,124 1 weeks ago

⠀ emilio: quer ir ao cinema, comigo amanhã? — perguntei, ansioso por sua resposta.⠀ lari: por mim, tudo bem. — respondi da mesma forma. — separamos nossos lábios sincronizadamente e nos encaramos por alguns segundos. emilio começou a se afastar de costas, indo em direção ao elevador e disse:⠀ emilio: até amanhã, moça da cidade.⠀ lari: até, “jack estripador”. — pisquei marota, e ele bateu o rosto no elevador. ⠀ emilio: desculpa, eu... — mordi meu sorriso, e adentrei o cubículo.⠀ narradora on: após tocar à campainha, chamar, gritar... e bater incontáveis vezes na porta de mharessa, e nada dela atende... lari suspirou derrotada, girou em seus calcanhares, seguindo de volta para a casa das gomes.⠀ ⠀ [...] ⠀ ⠀ enquanto isso...⠀ ⠀ (ps: esta parte, é inspirada na minha novela fav da vida, vulgo rebelde - mexicano. )⠀ ⠀ júlia gomes on: encontrava-me sentada no sofá, fazendo as unhas da minha mãe, dona christiani tinha um encontro romântico, - arrumado pelo tinder - às onze da noite, e queria arrasar. ⠀ .⠀ após ajudá-la com a roupa, maquiagem, cabelo... segui para o banheiro e tomei um banho gostoso e refrescante. logo, vesti meu shortinho de pijama, uma blusinha de alcinha branca... e caminhei para o meu quarto.⠀ .⠀ afim de me distrair, e - tirar um certo moreno da cabeça... - peguei meu celular, e comecei a jogar subway surf. quando de repente, ouço uma voz terna e calma soar pela janela...⠀ ⠀ “eu entendi, entendi claramente. os segundos e as horas... talvez precisássemos de um tempo, eu sei como isso vai. eu sei como isso vai do errado para o certo. o silêncio e o barulho... eles já se abraçaram apertado, assim como nós? alguma vez eles já brigaram, como nós? você e eu. não queremos ser como eles. podemos levar isso até o fim, nada pode ficar entre... você e eu nem mesmo os deuses lá em cima podem separar nós dois. não, nada pode ficar entre você e eu. oh, você e eu.”⠀ ⠀ sim, era ele... zayn malik estava ali, com um violão nas mãos... fazendo uma serenata para mim.

comment 328 star 2,166 1 weeks ago

⠀ ~ delegacia⠀ ⠀ gigi hadid on: “levanta daí, moça... aqui não é hotel cinco estrelas, pra ficar dormindo o tempo inteiro.” — uma voz firme e grossa, - porém de mulher - soou; despertando-me do sono. — aai, que colchão duro. — fiz careta, massageando minhas costas. logo, abri meus olhos, e arregalei-os, ao notar as paredes cinzas à minha volta..., o recinto fechado por grandes grades de ferro. espera... eu disse ferro? — o que diabos estou fazendo na prisão? — me desesperei. ⠀ ⠀ policial marta: escuta aqui, gracinha... sabia que minha parceira é amiga da maura horan? mãe do querido e fofo niall? — que deus o tenha, fiz o sinal da cruz.⠀ gigi: ah é? — engoli em seco, quando ela se aproximou — e o q-que eu estou fa-zendo aqui? — minha cabeça estava girando, e uma súbita vontade de vomitar, apeteceu-me. policial marta: tem certeza de que não se lembra? — peguei meu celular, e o esfreguei na cara dela. — isso que acontece, por usar drogas! — dei play, e ela assistiu o vídeo.⠀ gigi: nãoooooo! — dei um sobressalto, e caí tonta no chão. a brutamontes começou a rir.⠀ não acredito que caí nas armadilhas do zayn.⠀ ⠀ [...]⠀ ⠀ enquanto isso... ⠀ ⠀ larissa manoela on: caminhei em passos hesitantes em direção à moradia de mha sem saber se emilio me acompanharia ou não, e me surpreendi quando ele realmente o fez. mordi o lábio, inferior... e antes que eu pudesse tocar na campainha da casa... emilio selou nossos lábios, segurando meu rosto com as duas mãos. em um ritmo acelerado, nossas línguas travaram uma guerra em constante toque, de um jeito que tirou completamente o ar de meus pulmões.⠀ ⠀ emilio: acho que precisamos conversar sobre o joão, e sobre isso que... acabou de acontecer. — disse ofegante, entre beijos. — quer ir ao cinema, comigo amanhã? — perguntei, ansioso por sua resposta.

comment 320 star 2,158 1 weeks ago

Esta é a última vez, que eu me pronuncio sobre... em primeiro lugar, eu escrevo aquilo que me faz sentir bem... não gosto de histórias onde os personagens principais ou secundários, fiquem juntos o tempo todo. fix you, foi um nome escolhido estrategicamente para se encaixar com o enredo dessa história. todos os personagens cometem erros, todos os personagens uma hora ou outra, irão se consertar... irão consertar seus erros. mas acontece que um grupo de pessoas, simplesmente associam o joão guilherme da vida real e jolari, com os personagens da fic. e isso me cansou, sabe... ninguém tem que shippar larilio, ou outro casal que surge ao decorrer... mas cadê o respeito? cadê o respeito com quem escreve? eu passo horas, me esforço porque eu quero e porque tem gente que gosta e entende, sabe? tudo tem uma justificativa no final, eles n vão ficar o tempo todo juntos... eu gosto de ler opiniões, mas opiniões sabias. pode xingar os personagens, brigar... é um direito e isso que torna a interação bacana, mas vir me ofender? falando coisas que não são verídicas? pela última vez, eu digo. tá afim de ler uma história com conflitos, erros e acertos, onde os personagens não vivem na mesma monotonia? seja bem vindo, sou muito grata por vc estar aqui comigo e prometo dar o meu melhor. quer uma fic que os principais ou secundários fiquem unidos para sempre? procure em outro lugar. ngm sabe como vai ser o final... é foda, viu. enfim, não vou mais falar sobre isso, to perdendo meu tempo, e é isso... um bj na teta esquerda, e tchaaau.

comment 358 star 2,723 1 weeks ago

⠀ larissa manoela on: gelei, quando emilio fez menção de adentrar a mão na minha calcinha, mas o perceber meu desconforto... o mesmo se afastou, subindo seu toque para minha blusa.⠀ .⠀ eu sentia minhas curvas sumirem em suas mãos enquanto ele beijava meu pescoço com vontade, fazendo meus olhos pesarem e meu quadril se mover por vontade própria, rebolando contra o volume firme alojado entre suas pernas. emilio grunhiu e arrastou uma das suas mãos ao meu quadril, seu dedão se encaixava contra meu ossinho saltado e guiava os meus movimentos. com a outra, ele envolveu a minha bochecha, arrastando os meus cabelos o suficiente para que seus lábios encontrassem o caminho para a minha orelha. sua respiração quente atingiu o meu lóbulo. logo, selou o beijo, mordiscando a minha boca... com carinho, sem pressa... apenas apreciando a mistura dos nossos gostos.⠀ .⠀ aquele beijo tinha sido diferente de todos os outros... tinha um toque a mais que eu não conseguia identificar. encarei-o de perto, perdendo-me em seus traços e procurando a resposta em seus olhos azuis. ⠀ emilio: bom... nós somos muito bons em estragar tudo, fora que não sei quando irei te beijar de novo... então acho bom te beijar enquanto eu posso. você sabe... precaução. — sorri tímido, e ela me encarou. — que foi...? quer tirar uma foto, ou o quê? — falei, um pouco nervoso. lari: desculpe, você me pegou de surpresa... — soprei, procurando disfarçar meu sorriso bobo... e de repente as luzes do recinto se acenderam, e o elevador voltou a funcionar. respirei aliviada, e me levantei do chão. . quando enfim as portas de metal se abriram, me retirei do cubículo e me virei para o emilio. decidida por seguir o meu instinto... uni nossos lábios, em um beijo rápido... um selinho leve, apenas para mostrar-lhe que eu apreciei seu lado vulnerável e fofo. emilio cravou seus olhos em mim quando me afastei, fitando meu sorriso. — precaução — expliquei, dando de ombros e suas bochechas coraram.

comment 527 star 2,240 1 weeks ago